sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

A lenda de Cleópatra




Cleópatra, sétima rainha do Egipto, com 18 anos de idade, partilhava o trono com seu irmão que também era seu marido.
Roma estava a intervir na política do Egipto. Por isso, a rainha gostava de governar sozinha mas os seus aliados expulsaram-na. Cleópatra voltou para o reino, por isso estava disposta a conquistá-lo para ter as tropas do seu lado.
Conta a lenda que Cleópatra se enrolou num tapete para chegar até de Júlio César.
Este decide regressar a Roma, mas deixa grávida a sua amada. Esta teve um filho que veio a chamar-se Cesário. Entretanto, Cleópatra e o filho decidem, também regressar a Roma. No entanto, para os Romanos, Cleópatra não era mais que uma amante de César.
Cleópatra permanece um ano e meio em Roma, protegida por César na esperança de uma união de facto, que não foi possível devido à morte deste, fazendo com que os planos da rainha fossem por água abaixo.
Depois da morte de César, a sua vida e a de seu filho corriam perigo, o que a fez regressar ao Egipto. Como esta não pôde voltar a governar, conquistou Marco António, com quem esteve durante um ano.
O amor entre eles foi condenado pelo irmão de Cleópatra que conseguiu pôr o reino contra ele. Por isso, iniciou-se a guerra contra Cleópatra. Os dois exércitos enfrentaram-se, saindo o Egipto derrotado.
Marco António decide suicidar-se devido à sua derrota.
Para não ser feita prisioneira de Roma, Cleópatra também decidiu pôr fim à sua vida aos 39 anos de idade.

3 comentários:

Kátia C. disse...

BOM trabalho!!! vou ficar a saber muito mais coisas sobre o Egipto!! :)
continuem!
beijinhos

cidadania

liliana disse...

Muito bem meninos...afinal não é só eu a ensinar-vos...muito orgulho em voçês...Beijokas

Laryssynha araujo disse...

a cleopatra era biscatte isso siim